Bring me to life

Publicado: abril 29, 2003 em Música, escrever, sentir..., Olhar para dentro

Evanescence – Bring Me To Life ( e posteriores comentários 😀 )Traga-me À Vida

Como você é capaz de olhar através dos meus olhos
Como uma porta aberta.
Levar você ao meu coração
Onde fico adormecido
Sem uma alma
Meu espírito está repousando em um lugar frio
Até você encontrá-lo e guiá-lo de volta pra casa

( Desperte-me!)
Desperte meu interior
Eu não consigo acordar
Desperte meu interior
Salve-me
Clame o meu nome e salve-me da escuridão
(Desperte-me!)
Oferte meu sangue para a fuga
( eu não consigo acordar )
Antes que eu sucumba
( Salve-me! )
Salve-me do nada que me tornei.

Agora que sei o que me falta
Você não pode simplesmente me deixar
Ressucite-me e traga-me à realidade
Traga-me à vida.

Traga-me à vida
( Eu tenho vivido uma mentira,
há um vazio dentro de mim )
Traga-me à vida.

Está frio aqui, sem o seu toque
sem o seu amor, querida.
Somente você é vida em meio a morte

Tudo dessa visão
Eu não posso acreditar que não consigo ver
Preso na escuridão
Mas você estava lá na minha frente

Parece que dormi durante 1000 anos,
Eu preciso abrir os olhos para tudo.

Sem um pensamento,
Sem uma voz,
Sem uma alma.

( Não me deixe morrer aqui
Deve haver algo errado )
Traga-me à vida.

—–
Me fascinei muito quando ouvi essa música pela primeira vez. Com uma densidade tão forte de

sentimentos, parecia se referir a algo que eu já tinha vivido.

Eu não estava enganado. Há uns 6 meses atrás, eu escrevi uma letra muito parecida com essa, visando enviá-la a uma pessoa que eu gostava muito. O sentimento era exatamente esse, alguém que estava sendo resgatado de uma época triste e sombria. Parecia que estava em um estado de estagnação crescente, incapaz de lutar para concretizar meus sonhos, deixando que meus ideais pouco tivessem valor diante situações do cotidiano. E assim ia prosseguindo, da maneira mais ineficaz que poderia existir.

E então, depois de ser salvo, depois de ter encontrado o abrigo que mais precisava, depois de enxergar a luz mais forte vista até então, eu mergulhei novamente em abismos profundos, eu conheci novamente a ausência de qualquer possibilidade de esperança, e, novamente, apaguei tudo o que havia de essência.

Por algum tempo esperei, até perceber que a tão esperada ” salvação ” nunca chegaria de fora. Por mais que pessoas especiais estivessem presentes na minha vida, nunca foi tão claro pra mim que a luz nada mais era do que um reflexo de um desejo meu que conseguiu quebrar todas as barreiras que o prendiam, e se transformou em intensa paixão.
E quando eu fui capaz de perceber isso, eu pude entender em que direção ficava a minha maior e mais árdua luta. Me apaixonar pela vida, pra poder transformar a mim, e depois, ao mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s