Arquivo de junho, 2003

Deus devia ser um ser bem solitário

Publicado: junho 25, 2003 em Reflexões

“Deus, Deus, somos todos ateus…”
( Renato Russo )Amar é verbo transitivo direto ( Eu amo alguém, alguma coisa )
Vamos analisar as possibilidades.

Nada havia antes da criação de Deus. Isso pressupõe que a palavra amor não constava em seu vocabulário. Poderiam argumentar que Deus é tudo. Então, lhes diria, tudo é um só, e o amor não acontece quando há apenas um.
Antes, Deus era alguém extremamente solitário. Então ele criou os homens. Só que os homens, numa insistência assustadora, colocam Deus em patamares que estão muito acima da existência humana ( só porque ele criou tudo ), e fazem de Deus, novamente, um ser muito solitário.
Seria então o amor obra meramente humana, e a solidão condição de tudo aquilo que é divino?

Não sei.
Mas eu prefiro acreditar, confiar e lutar por uma pessoa que ama, do que por uma que é, por essência social, solitária.
Eu acredito no homem.

Alberto Caeiro

“Não acredito em Deus porque nunca o vi.
Se ele quisesse que eu acreditasse nele,
Sem dúvida que viria falar comigo
E entraria pela minha porta dentro
Dizendo-me, Aqui estou!
(Isto é ralvez ridículo aos ouvidos
De quem, por não saber o que é olhar para as cousas,
Não compreende quem fala delas
Com o modo de falar que reparar para elas ensina).
Mas se Deus é as flores e as árvores
E os montes e sol e o luar,
Então acredito nele,
Então acredito nele a toda a hora,
E a minha vida é toda uma oração e uma missa,
E uma comunhão com os olhos e pelos ouvidos.
Mas se Deus é as árvores e as flores
E os montes e o luar e o sol
Para que lhe chamo eu Deus?
Chamo-lhe flores e árvores e montes e sol e luar;
Porque, se ele se fez, para eu o ver,
Sol e luar e flores e árvores e montes,
Se ele me aparece como sendo árvores e montes
E luar e sol e flores,
É que ele quer que eu o conheça
Como árvores e montes e flores e luar e sol.
E por isso eu obedeço-lhe,
(Que mais sei eu de Deus que Deus de si próprio?).
Obedeço-lhe a viver, espontaneamente,
Como quem abre os olhos e vê,
E chamo-lhe luar e sol e flroes e árvores e montes,
E amo-o sem pensar nele,
E penso-o vendo e ouvindo,
E ando com ele a toda hora.”

Anúncios

Contra a inércia

Publicado: junho 23, 2003 em Olhar para dentro

Existem maneiras boas e ruins de se começar o dia.
Fazer duas provas de química, definitivamente, não é uma maneira boa 🙂
No entanto, como tão pouca coisa é irreversível, isso muda quando podemos ver e “falar” com as pessoas que gostamos.Isso me faz entender que mesmo que o dia comece ruim, mesmo que o mês não tenha sido dos melhores, não podemos deixar que as coisas aconteçam por inércia: é quando estamos nas piores que temos de empenhar o máximo de força que nos é possível.

E é contra isso que tenha lutado. Por mais que os momentos não sejam sempre os melhores, eu quero ter a certeza de que isso não significa que estou condenando o meu futuro a tal infelicidade. Para deixar claro: a tristeza não traz nenhum sentimento de culpa, desde que não finque suas raízes dentro do meu peito.

E tudo o que eu quero é mais luz nesse jardim
E descobrir que as sementes já foram plantadas
E que é tempo de colheita…

Mas o sol nem se foi, e a sombra já se expande
Mas os instrumentos estão ligados, mas o som terminou há tempos
A história não passou, mas eu já tinha lido o livro mesmo.

E, no entanto, os objetivos continuam os mesmos, e cada vez mais significantes. Situações e pessoas especiais hei de encontrar na jornada.

Passando em frente ao shopping, percebemos o quanto o dia de hoje movimenta ( os mercados e os corações ).
Eu também já me apaixonei algumas vezes. E delas, tenho o prazer de não me arrepender de nenhuma. Porque o sentimento sempre se mostrou tão especial, me fazendo entender que qualquer fosse a escolha, eu não abdicaria dele.
Não é o que acontece hoje, enfim, algumas lágrimas correm aqui por dentro. E as vezes me inundam, amanhã devem me afogar.
Mas estou vivo até lá.
—————
Que muito amor habite o coração de meus queridos leitores. Pois é, em minha opinião ( e junto com a amizade ) uma das forças que mais podem causar mudanças na estrutura dessa sociedade, pois mexe profundamente com o modo do ser humano se relacionar com o mundo.
E fica aqui a minha homenagem. Caso eu fizesse alguma declaração, seria mais ou menos assim:E eu ainda não esqueci daquela noite em que você me acordou, só pra dizer que andava com medo da desesperança. E eu te perguntei o que você mais queria nessa vida, e você me disse que era o amor. Refletimos e chegamos a conclusão de que essa é a maior necessidade do ser humano, e enquanto houvesse essa necessidade de amar, com certeza existiria uma esperança em incendiar o mundo com essa chama, em renovar a tão poluída sociedade, e em acabar com a solidão.
Sorrimos o sorriso mais cúmplice que duas almas já compartilharam, e você pegou minha mão e levou-me até a praia. Ficamos vendo estrelas a noite inteira, e aquele beijo foi muito diferente, porque não envolvia só os nossos lábios, ia muito além do nosso corpo que já se entrelaçava de maneira intíma.
Esse dia não passou, ele é parte do que eu sou.
E eu te amo.

Geração coca-cola

Publicado: junho 7, 2003 em Política, Reflexões

” Somos os filhos da Revolução ”
Vivemos numa era de suposta liberdade, herdamos da geração anterior os direitos democráticos, o direito de pensar e se expressar da maneira que desejarmos” Somos burgueses sem religião ”
A ideologia está escassa, não há uma causa capaz de aglutinar grandes grupos em torno de um ideal comum ( por maiores que sejam as diferenças )

” Somos o futuro da nação ”
Em nós está a crença em um futuro diferente, que seja capaz de romper com essa política de concentração de renda, que faz com que o Brasil consiga ser um dos países mais ricos e um dos países mais pobres ao mesmo tempo

” Geração Coca-Cola ”
Junto com toda essa liberdade, chegou até nós a sociedade de consumo. Uma sociedade que seduz de maneira atroz, que aliena e nos conduz a uma inércia extremamente destrutiva.

Hoje fui a uma festa bem interessante. Pessoas bem simpáticas, alguns amigos bem queridos. Mas a grande maioria de adolescentes que não tem responsabilidade me deixou bem impressionado. Papo vazio, sangue cheio de álcool, e narrações a respeito de fatos que não deveriam impressionar a ninguém, mas se tornaram o centro das atenções.

Masss, eu ainda acredito que um dia
” Vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês ”
E que a educação e conscientização permita um outro tipo de juventude.

Eu lembro de uma conversa que tive com uma garota ( que é e sempre vai ser muito especial pra mim )…Uma pessoa tinha feito uma coisa muito ruim pra ela, magoando-a bastante, e causando diversos prejuízos, causando bastante incômodos e tudo mais.
Lembro também que a única pessoa que teria a capacidade para fazer isso era um amigo, que na verdade já havia escolhido deixar de o ser a algum tempo. Apesar de ser a única explicação racional, apesar de ser a única possibilidade, algo nos dizia que não podia ser, que tal pessoa não seria capaz de cometer tal atrocidade, que isso não condizia com o que pensavamos dela, por maior que fosse sua magoa pela situação.
Chegamos a conclusão de que não valia mais a pena pensar sobre isso, porque estávamos de mãos atadas, e não havia como saber realmente da verdade.
Prevaleceu o sentimento de ” não, por mais que esteja tudo tão difícil, ele não faria isso “

Epitáfio prévio

Publicado: junho 3, 2003 em Olhar para dentro, Reflexões

Ninguém pediu pra que eu falasse, mas eu ergui a voz, porque naquele momento achei que era necessário.
Ninguém pediu ajuda, mas eu o fiz, acreditando que isso era o correto a fazer, pensando que isso ajudaria.
Eu não pedi pra nascer, mas, já que estou aqui, vou dar um sentido a minha vida.E da minha ideologia, eu não posso escapar. Se eu acredito que a vida faz sentido enquanto formos felizes, enquanto proporcionarmos felicidade, e não o ser, e não o fizer, sentirei-me profundamente incomodado. Claro que até mesmo os mais felizes precisam achar um espaço para chorar de vez em quando, um quarto onde a solidão possa lhe propiciar tranquilidade de pensamentos. Mas, quando isso durar mais que um instante, que pode ser um dia ou uma semana, eu começo a me preocupar.
E é assim que estou, preocupado.

Onde estará o fogo que queima dentro de mim? Por que será que há tanto frio? Por que me perco da revolução em que acredito?
Eu não sei, simplesmente não sei. Faltam estímulos, talvez. Mas a chama há de continuar queimando, porque é assim a natureza de minha vida…
——

E tudo o que eu não quero é um epitáfio como esse

Titãs – Epitáfio

Devia ter amado mais, ter chorado mais, ter visto o sol nascer
Devia ter arriscado mais, e até errado mais, ter feito o que eu queria fazer
Queria ter aceitado as pessoas como elas são
Cada um sabe a alegria, e a dor que traz no coração

O acaso vai me proteger, enquanto eu andar distraído…

Devia ter complicado menos, trabalhado menos, ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos com problemas pequenos, ter morrido de amor
Queria ter aceitado a vida como ela é
A cada um cabe a alegria, e a tristeza que vier

O acaso vai me proteger, enquanto eu andar distraído…