A chave certa, a hora certa

Publicado: outubro 6, 2003 em Olhar para dentro

Eu sei que dentro de mim existe uma densidade muito grande. O problema é que está trancada dentro de uma caixa ( esse meu coração! ), e que só vai se abrir com uma chave rara ( ah, aquele sentimento! ).Desistir no momento em que devemos desistir, acreditar enquanto houver motivos para acreditar, sentir aquilo que faz bem sentir. Às vezes nem tudo faz tanto sentido assim, mas eu costumo ser extremamente racional, e não acho que isso torne a minha análise fria ou desvinculada de qualquer apego sentimental. Apenas não costumo deixar a emotividade me levar para caminhos que não acredito serem os melhores pra mim.

Viver o máximo de experiências possíveis, no tempo que me é disponível, sempre tão mínimo e restrito. Esse tem sido um desafio da vida que tem me vencido, mas eu ainda tenho esperanças de virar esse jogo.

” E o pulso, ainda pulsa ”
( Titãs )

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s