A força é limitada

Publicado: janeiro 30, 2004 em Olhar para dentro

Estou de volta a selva urbana, só que um pouco mais forte.
Viajar faz bem. Pro corpo, pra mente.
Agora que coloco o pé no chão, vejo um ano que vai ser dos mais longos a frente. Um ano que vai apresentar alguns desafios, e, principalmente, muitas mudanças.Entender as necessidades de algumas pessoas ao meu redor, e avaliar as minhas possibilidades. É isso o que venho tentando fazer. O quanto eu posso abdicar só eu sei, ninguém deve fazer isso por mim.
Saber onde e como empenhar minhas forças, e onde admitir que todo o esforço não vale a pena. É difícil, mas é preciso.

Uma música que fez meu dia mais feliz

“…Você me veio como um sonho bom
E me assustei
Não sou perfeito
Eu não esqueço
A riqueza que nós temos
Ninguém consegue perceber…”

Eu decidi que vou voltar a estudar música. Assim que as coisas derem uma estabilizada, vou voltar a fazer aula. E tocar o que quiser tocar, e expressar o que os sentimentos quiserem cantar.
——————–

Eu sinto perfumes que me são agradáveis. E, a partir de agora, vou tentar descobrir mais sobre certas flores. Confiar só um pouco mais nos instintos, não dar tanta importância pra certas coisas, e, fundamentalmente, não ter medo de arriscar, e não construir nenhum castelo de cartas com expectativa alguma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s