Sobre o natal

Publicado: dezembro 25, 2005 em Olhar para dentro, Política

Ontem, na virada para o natal, meu padrinho fez um discurso que me fez pensar um pouco a respeito do significado do natal, e me fez escrever algo que eu gostaria de compartilhar com vocês.O natal que estamos vivendo pouco tem a ver com o nascimento de cristo, ou com os sentimentos e valores cristões. Não estamos comemorando, aqui, a nenhuma religião. O natal que há muito se vive tem muito mais a ver com o carnaval, que significa, ao pé da letra, festa da carne. O que estamos fazendo aqui é comemorando para a satisfação de nossos próprios desejos: a abundância, o consumismo, o carinho exagerado, o desejo das pessoas queridas sempre presentes. E sim, temos motivos para comemorar os prazeres que nos são possível: que bom, que bom que temos uma família, uma mesa farta, pessoas que se amam e são importantes uma para as outras, pessoas que sabem ter com quem poder contar.
Tudo isso é motivo de comemoração diária, mas datas e símbolos são importantes para nos lembrar do quão isso nos é precioso. No entanto acho conveniente abrirmos um espaço para a reflexão, porque pensar no quê ( e no quanto ) temos a felicidade de ter o que comemorar, não devemos esquecer que a maior parte da humanidade sequer vai ter acesso as sobras do nosso natal. E já que no natal se fala ( e se deseja ) tanto o amor quanto a prosperidade, seria interessante definirmos de que tipo de amor falamos.
O que estamos realmente desejando uns aos outros? E do que isso adianta?
Não podemos nos basear só em expectativas de que as pessoas sejam felizes, de que o mundo mude e seja um lugar mais justo. Precisamos fazer isso acontecer. Então, que não nos acomodemos ao ver as coisas que nos são acessíveis e tão importantes a nossa mão, e sim nos revoltemos com as condições precárias que o próprio homem impõe a outros homens.

Que o natal traga muitos motivos pra vocês comemorarem, meus amigos, mas que nunca esqueçamos que também temos muitos motivos para estarmos extremamente insatisfeitos com o mundo em que vivemos. E é preciso transformar essa insatisfação em atitude 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s