Arquivo de novembro, 2007

Uma vez me perguntaram: quem é que realmente faz diferença nesse mundo?
Hoje eu descobri de forma mais clara, e aqui compartilho com vocês.

Faz diferença pro mundo aquele que não desistiu ou se resignou. Aquele que é capaz de lutar contra a indiferença que nos é imposta pelo sistema, que consegue alterar o status quo de maneira a construir e agregar valores positivos, que ajudem as pessoas a ampliar seus horizontes e cuidarem do que lhes é importante.

De maneira mais simples e objetiva: aqueles que trazem sorriso para aquelas pessoas que merecem sorrir, aqueles que conseguem atravessar as paredes frias que a dor e o cansaço insistem em construir, e que persistem na tarefa nem sempre fácil de cultivar esperança e alegria nos corações.

Aqueles que fazem a diferença, para mim, são pessoas que entenderam que a vida é de uma profundidade e singularidade única, e que portanto deve ser tratada com dignidade e respeito, o que não significa um distanciamento cordial, mas sim estar disposto a interagir e abrir o peito para poder dar o amor mais belo, aquele que é oferecido por quem é feliz quando é capaz de fazer alguém feliz.

São artistas, porque pintam as paredes cinzas do mundo.
São guerreiros, porque fazem o ambiente em que estão ao invés de aceitar que ele os faça e determine.
São médicos, porque cuidam daquilo de mais importante do que há em nós, e que entenderam muito bem o que é a vida.
São construtores de sonhos, porque sabem quais os alicerces nos quais eles devem ser prosperar.
São pessoas sábias, porque tem consciência de que não lhes é possível todo o tipo de resposta, mas que ainda assim podem, com dedicação e comprometimento, e através das mais singelas demonstrações, transmitir o que simples palavras definitivamente não são capazes.
São palhaços, porque pintam o nariz e subvertem a lógica dos hospitais: lugares que estão preparados para lidar com a doença de repente estão obrigados a encontrar a alegria e o riso, e pessoas conscientes de que cuidar da vida é muito mais do que lutar pela sobrevida, é fazer com que viver realmente seja uma coisa especial. E é a vocês, pessoas especiais, que eu dedico esse post e a minha admiração.

Seu trabalho é humano, terno, e ajuda, definitivamente, a construir um mundo melhor para se viver. E não só para aqueles cujos caminhos se cruzam com o de vocês, mas a todos que compartilham desse sentimento e vêem cultivado dentro de si a certeza absoluta de que por mais torto o mundo esteja, sempre haverá aqueles que serão capazes de se levantar e reagir.

E fica também a minha declaração de amor a uma grande amiga, que muito me ensinou que sentir o mundo ao meu redor não podia significar deixar que seu peso me derrubasse. Que é preciso se deixar atingir pelas verdades incontestáveis com as quais nos deparamos, mas que isso não pode ser o suficiente pra te derrubar. Que é preciso mirar nas estrelas, mas construir cada degrau de seu caminho. Que é preciso manter o controle e a serenidade se queremos ver realidade dos nossos sonhos.

É por essas e outras que, mesmo “distantes”, ainda sinto você perto de tudo o que eu sou, Fabiana. Obrigado por todos os (muitos) momentos em que você foi para mim um porto seguro, uma amiga verdadeira que soube enfrentar junto comigo meus maiores medos, e me mostrar que existem motivos para acreditar que nossos sonhos podem mudar o mundo.

Parabéns a você e a todo esse grupo que estão realmente fazendo diferença nesse mundo. Esse post é em homenagem de pessoas como essas => http://www.sossoriso.com/