Do céu à terra.

Publicado: fevereiro 5, 2009 em Olhar para dentro, Reflexões

E não é que algo tenha acontecido, é só que calhou dos pensamentos pesarem mais. Tem dias que são assim, o mundo fica um pouco cinza, a esperança exige esforço, fica mais difícil ser paciente. A serenidade soa como ostracismo. A disposição não se adequa à necessidade.

Mas, vamos adiante. Os detalhes contagiam, e algumas pessoas são espontaneamente ótimas em nos surpreender. E o mais curioso é que, no fim das contas, são realmente as pequenas demonstrações as que mais fazem diferença nessa hora.

A verdade é que o maior antídoto para a minha tristeza é a felicidade daqueles que me são importantes . E isso, definitivamente, não é altruísmo. Acho que é o meu jeito de ver com o sorriso daqueles que merecem sorrir, e achar o mundo um pouco mais justo e bonito por isso.

Anúncios
comentários
  1. Bella disse:

    e enquanto a gente não encontra o melhor dos trilhos, a gente vai se salvando pelos detalhes gloriosos… ver pessoas saindo incólumes dessas passagens cinzentas do cotidiano é de renovar qualquer esperança, é de querer continuar acreditando.

  2. Ela disse:

    Eu diria que estou numa fase onde preciso muito me alegrar com os pequenos detalhes e as felicidades.
    E o pior… por nunca ter sido assim parece que ningué entende esta sensação.

    Mas… simbora pra frente que isso ja passa!

  3. Verônica Almeida disse:

    Não é altruísmo mesmo! Acho que é uma “tendência”. Ver as pessoas que nos são especiais felizes também é capaz de nos deixar feliz.

    (Passei por isso um dia desses, muito bacana.)

    E às vezes os dias ficam realmente cinzas. Espero que os seus mudem de cor rapidinho, tornando-se da cor dos seus olhos.

    Beijos.

  4. Anya disse:

    Belas palavras.

    Para mim funciona assim também… ver as pessoas que amo felizes me faz bem. Mesmo que a tristeza não passe de imediato, essa felicidade alheia me traz um raio de esperança e confiança.

    Abraços,
    Anya

  5. Má Rock*s disse:

    Das cores, enquanto guache, quando misturadas ficam cinzas!! Mas se vc olhar beeem, verá nelas todos os azuis, os laranjas e o amado Vermelho!!

    Dos pequenos gestos espero que veja as cores, o vermelho dos lábios manchados pelo branco do riso (espero que uma hora reconheça o seu…)! Que das suas memórias, os amigos! Não se esqueça daquela foto que lhe apresentei “Leap into the Voip” (Yves Klein), muitas das mais belas fotos do mundo são PB, nada além de tons de cinza e ao mesmo, de todas as cores do mundo!

    E que por mais distante que eu possa estar no momento, digo por mim, e não por comentários deste blog, conte comigo! Não posso dar gestos físicos, as distâncias e os desencontros fazem isso com as pessoas… Mas saiba que tem meu mais sincero afeto, te gosto sinceramente moço snows e espero de todo coração fazer parte de seus momentos, dos bons e ruins!

    Bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s