Estamos aqui (e onde queremos estar?)

Publicado: fevereiro 16, 2010 em Política, Reflexões

Acordar, abrir os olhos e as janelas, olhar para fora, respirar fundo. Estamos mesmo aqui.

Não sabemos (e como somos distraídos!), mas a todo instante escolhemos: mudar o mundo ou não? (começa com o bom dia, você escolhe: gentileza ou indiferença? Prestar atenção ou ignorar? Se informar ou alienar? Estar disponível às paixões ou às apatias? Pensar em política ou em jogos e BBB?).

Ninguém é infalível ou perfeito. Merecemos descanso. Mas não é impressionante o quanto cada vez menos nos importamos com o quão egoísta as pessoas estão se tornando?

Estamos atentos àqueles que nos são importantes? Quão tolerante somos com as nossas pequenas diferenças? Quão intolerantes somos com as diferenças que precisam ser combatidas? Cade nossa sensibilidade quanto às necessidades alheias, e a nossa combatividade pelos nossos valores e ideais? Vamos, vamos, eu moro em uma cidade cinza, mas ainda acredito na força do azul e no vermelho dos corações. Ideologias se vendem, uma voz repete, insistentemente: se quer fazer mais pelo seu país, consuma! Lute por um emprego melhor, ganhe um salário maior, pague seus impostos e estará contribuindo para um futuro melhor da nação. Não me basta ser esse “bom” cidadão. O que fazer, então?

Vamos pensar nosso mundo! Vamos pensar (e sentir mais) nossos sentimentos! Vamos respeitar nossa individualidade, sem que isso represente a intolerância às diferenças e a opressão de nossos iguais. Não é aceitável que o nosso modo de viver dependa de um sistema reprodutor de tanta injustiça e indiferença. Vamos buscar alternativas, fazer diferente, ser um pouco mais do que nos é exigido (mas em direção oposta!). Podemos reproduzir o que não concordamos ou tentar produzir algo que realmente seja digno de ser partilhado.

—-

Eu não sou mero espectador
Não vou ver pelo vidro,
Nem pelos olhos daqueles que não estão sentindo

Dos meus caminhos? Eu sou diretor

Eu quero mais é vida
É sentimento no peito
É evitar o estreito
É encontrar uma saída

Eu quero é verdade
E se vier a dor
Desde que traga a inquietude
E me ajude a contrapor
A todo este horror

Que seja bem vinda!

(Quando a miséria vai parar de me ferir?
O dia que não houver miséria
Ou o dia que eu não existir)

Queremos mais paz e amor
Mas a paz para os justos (e para aqueles que sentem)
Só é possível em um mundo de justiça

Amor de verdade?
Só com igualdade
(Quando não seremos reflexos,
Nem maiores, nem menores
A reproduzir o status quo!
E amar superficialmente
Sem gosto de gente
Sem paixão e sem ardor!)

A utopia é meu norte
E os sonhos meu cimento
Meu futuro não é da sorte
Construirei meu movimento


p.s.: se tiverem sugestão de nome para essa pseudo-letra-de-rock’n’roll, serão muito bem vindas!

Anúncios
comentários
  1. Ela disse:

    Relendo meus posts antigos, li um cometário teu e fiquei cheia de saudades. Entenda cheia.
    Fui obrigada vir aqui e externalizar.
    saudadona de ti,
    beijoooooooooooooo

  2. bruna disse:

    Adoro te ler. De verdade. Seus textos me inspiram!

  3. Ela disse:

    Sugestão para a letra ali:
    Em movimento!

  4. Camila disse:

    Isso me deixou com uma vontade de fazer alguma coisa e mudar alguns pensamentos… parabéns pela escrita 😉

  5. Ela disse:

    eu quero registrar que sempre, venho aqui!

  6. Bella disse:

    Sugestão: Contraponto

    Lembrei de Belchior (na música Alucinação): “amar e mudar as coisas me interessa mais, muito mais, me interessa mais….”
    🙂

    A gente não pode se tornar indiferente e “quieto” jamais, né, querido?
    Admiro muito seu movimento, suas boas alfinetadas.

  7. Ela disse:

    Meu reino por teus escritos.
    cadê vocêeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee???

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s