Seja o motorista, e não o passageiro!

Publicado: setembro 12, 2010 em Olhar para dentro, Reflexões

E às vezes temos que escolher um caminho, não porque seja mais fácil ou agradável, mas porque é lá que acreditamos estar nossa verdade. Quando o pensar e o sentir convergem, podemos dizer que passamos a saber um pouco mais.

Se não basta ser passageiro, vem e faz seu caminho. Se ainda não houver estrada, desbrava! Respira fundo, presta atenção, vasculha o mundo, encontra a razão.

Lute pelo que gostaria de se tornar, e se torne responsável pelo que é. Olhe mais para o seu redor, responda à pergunta de Saramago: você enxerga o que vê? Nem toda a indignação deve ser domesticada, e nem toda a angústia deve ser represada.   

Só não seja o nau à deriva, expectador de si mesmo, o sempre cansado, coitado e frustrado. Não fique à toa na vida, passivo ou inativo, um animal sempre contido.

Destrua os velhos templos, onde a solidão é cultivada (reproduzida e revendida), em sonhos de consumo, que só enchem do distraído vazio onde deixamos se perder verdadeiros desejos deste novo viver.

Em tempos em que a superficialidade é quase uma celebração, compartilhar sonhos, de certa forma, é parte também da salvação. Pois se sós, tão pózinhos, quanto mais plural, mais perto do real.

(Pois como diria Raulzito, sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade).

(com saudades deste lugar [que é muito maior do que este lugar]).

Anúncios
comentários
  1. Ola!!
    Quanto tempo hein?!
    Lindo texto, tudo o que você disse muita gente vivencia…eu também passei por essa fase…difícil.
    Ver o mundo girando, as coisas acontecendo, e a gente numa solidão parada no mesmo lugar…
    Bem vinda novamente!
    bjux

  2. Ela disse:

    Para constar, eu adoro quando te manifestas neste espaço.

    De certa forma tuas palavras servem na medida em alguma s vivências minhas.

    E Saramago, gosto tanto quanto de Goethe !
    Me pergunto sim, será que realmente tenho compreendido o que vejo?

    Pois… esis a questão.

    Grande abraço!

  3. Marilac disse:

    Gabriel,
    Querido , como vocÊ demorou a postar, e que bom que voltou com um texto intenso que nos faz refletir e que nos motiva a agir, a acreditar que sim é possivel mudar o que nos torna infeliz, claro que não vai ser de uma vez nem nesse minuto, mas um passo de cada vez, uma ousadia aqui, uma mudança ali e aos poucos vamos transformando nossas vidas.

    Se não tomarmos consciência seremos nossos próprios carcereiros .
    Essencial tempo para relaxar e pensar na vida, nos sonhos, e encontrar tempo para estar com aqueles que amamos.

    bjs
    Marilac

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s